Dicas da HR Hunter – Consultoria de Recursos Humanos do Rio de Janeiro

Campanha para Portadores com Deficiência; boneca com feições de Síndrome de Down.

Aparentemente é uma boneca normal, mas, quem prestar mais atenção notará os traços típicos. Trata-se do primeiro brinquedo com essas características lançado no mercado espanhol. Disponível  nas versões de menino e menina, a boneca conta com os olhos, orelhas, nariz e a boca que reproduzem os sintomas mais visíveis da Síndrome, além de contarem com uma pulseira de recém-nascido, com o logotipo da Associação Espanhola de Síndrome de Down, parceira do projeto, no qual o objetivo é promover a integração; que as crianças aprendam a conviver, aceitar e compreender as diferenças.

Parte do valor das vendas da boneca, vão para a Associação Espanhola de Síndrome de Down, entidade que defende a iniciativa, lembrando que os brinquedos representam heróis que nem sempre correspondem à realidade e que é extremamente válido trabalhar o conceito de inclusão, já na infância.

No entanto, de forma lenta mas contínua, sinais de mudança desse paradigma vêm ganhando força através de movimentos e iniciativas nacionais e internacionais pró inclusão social, congregando diferentes setores da sociedade, grupos e instituições, visando ultrapassar as tentativas isoladas e promover a transformação sócio-político-educacional tão almejada e que produza, como construção coletiva, uma sociedade realmente inclusiva – verdadeiramente democrática. Certamente que tais mudanças não serão imediatas e representarão o resultado de um processo crescente de conscientização dos próprios excluídos.  Projetos e iniciativas de inclusão sócio-educacional emergem de instituições públicas, privadas, organizações não-governamentais e representam ações concretas, sinais da construção de uma nova cultura, da vivência de um novo tempo e de uma nova sociedade: inclusiva.

Sobretudo, a responsabilidade com que a questão da inclusão social é tratada nos museus de muitos desses países é algo fantástico, que salta aos olhos de qualquer observador “que tenha olhos para ver”! Estamos vivendo um momento de transição paradigmática…

texto da autora: Rachel S. Silveira

Tags: Síndrome de Down consultoria recursos humanos rio de janeiro coaching pesquisa de clima qualidade de vida liderança persuasão curriculum curriculo cv curriculum vitae dicas recolocação recursos humanos rh vagas empregos entrevistas carreira idiomas formação acadêmica objetivo profissional recrutamento e seleção Mercado de Trabalho Profissionais Experientes

HR Hunter, Consultoria de Recursos Humanos do Rio de Janeiro, tem como expertise: Recrutamento e Seleção, Treinamento Comportamental, Plano de Cargos e Salários, Pesquisa de Clima e Coaching.