Treinamento e Desenvolvimento Humano

Dicas sobre Treinamento e Desenvolvimento

       O desenvolvimento humano é um tema bastante amplo e que nos remete invariavelmente às aprendizagens que vamos adquirindo ao longo de nossa vida.  E cada aprendizagem irá nos proporcionar uma ampliação de nossa consciência, do nosso campo perceptivo, da nossa reflexão, da nossa maneira de encarar e vivenciar os acontecimentos e do nosso comportamento.

       Mas para que a aprendizagem possa acontecer, é preciso que se esteja aberto para o novo, que se queira mudar e que a aquisição de novos conhecimentos comecem a fazer parte do nosso cotidiano, do nosso comportamento, de nossas ações e de nossos resultados, que se queira viver em constante treinamento para promover o desenvolvimento.

       Quando normalmente pergunto nas minhas palestras, quantos livros as pessoas leram nos últimos três meses, verifico que o número de livros lidos é baixíssimo, sendo que algumas respondem que não leram nenhum.   Claro, que atualmente, há inúmeras leituras de artigos diversos na própria internet, como esse que você está lendo agora, mas o hábito da leitura de livros também é importante.  Então, pergunto também sobre os artigos lidos, palestras assistidas, cursos realizados, de forma a estimular a reflexão sobre a busca que está sendo feita para a ampliação do conhecimento.

       E quando pensamos em desenvolvimento humano, temos que pensar  além dos novos conhecimentos, nas novas habilidades, nas novas atitudes, enfim nas novas competências.

       Pensando no desenvolvimento das novas competências das pessoas que estão inseridas numa organização específica, é fundamental que haja a reflexão sobre se as competências atuais estão atendendo às exigências das atividades que estão sendo realizadas neste momento, se não estão, qual é o  “gap”, o que exatamente precisa ser aperfeiçoado?

       E indo mais além, quais as competências que o profissional precisa começar a adquirir hoje para estar preparado “amanhã” para ocupar outros cargos na organização?  Se não começar a se preparar agora, quando a oportunidade chegar,  a pessoa não estará pronta e então não adianta lamentar-se e achar que é injustiça não ter sido escolhida para o novo cargo, função, ou promoção, apesar do maior tempo na organização.

       Às vezes o profissional fica na espera da empresa  proporcionar o treinamento que ele está precisando, pois hoje isso é muito comum nas companhias que visam maior competitividade no mercado, no entanto, não se pode ficar aguardando pacientemente que isso aconteça, mas sim, a própria pessoa é quem deve  “correr” para adquirir as novas aprendizagens, para que possa estar preparada e aproveitar ao máximo as oportunidades que venham a surgir.

     Cada pessoa é responsável pelo seu próprio desenvolvimento!

Texto escrito por: Fátima Holanda

 

HR Hunter, Consultoria de Recursos Humanos do Rio de Janeiro, tem como expertise: Recrutamento e Seleção, Treinamento Comportamental, Plano de Cargos e Salários, Pesquisa de Clima e Coaching.